#38O RostoMúsicaSociedade

Dois e dois são dois: Bruno Cosentino e Filipe Catto

por Bruno Cosentino Filipe Catto

Foto de Ana Rovati Bruno Cosentino é cantor e compositor. Em 2020, lançou Bad Bahia, seu quarto e mais recente álbum. É também editor da revista de crítica musical Polivox e doutor em Literatura Brasileira pela UFRJ, com tese sobre amor e erotismo nos poemas e canções de Vinicius de Moraes.  Foto de Lucas Silvestre Filipe Catto é multiartista, transitando entre a música como intérprete, compositora, produtora musical e instrumentista, até o universo da perfomance, do vídeo e das artes visuais. Nascida no Rio Grande do Sul, já dividiu o palco com os maiores artistas da MPB em dez anos de carreira e tem três discos de estúdio.  Bruno Cosentino – Quando penso em cara ou em rosto, penso muito em performance, em máscara. Queria começar ouvindo você. O que você pensa sobre performance, sobre estar no palco? Você tem uma máscara social ou usa a mesma no palco e fora dele? Filipe Catto –…

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Assine ou para ter acesso a todo o nosso conteúdo.

Cadastre-se