#7SempreCrônica

Para sempre é para poucos

por Hermés Galvão

Para sempre é para já. Para amanhã é para sempre também, para todos. Mas ontem mudei de ideia. Porque vi o passado sentado ao meu lado, com cara de ontem, como quem sempre quis algo que durasse para sempre, mas nunca sentiu nada além de um sopro passageiro. E vi ali que para sempre é para poucos. E bons. Porque sempre é grande demais, é tempo demais. Difícil de alcançar, pela grandiosidade da coisa. Assim, ó: sempre é para sempre, muito mais eterno do tempo que dura. Pensar sempre é pensar grande, é ser maior que a própria vida em si. Será que te dou uma ideia da dimensão que para sempre pode ter? Está além do alcance, mas você ainda pode ser, há tempo. Porque não faz sentido estar onde se quer sem sequer saber o seu lugar. E sempre foi assim. Ontem mesmo vi. E por alguns minutos…

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Assine ou para ter acesso a todo o nosso conteúdo.