#7SempreCulturaSociedade

Amor Dantesco

por Tomás Biagi Carvalho Dea Biagi

“Era uma vez, uma nobre garotinha chamada Francesca…”Poderíamos começar assim. Mas não se trata de uma fábula, muito menos de um conto de fadas; antes, sim, de uma história verdadeira, ocorrida durante a Idade Média, aos pés do castelo de Gradara.Situado na costa adriática, entre a “Romagna“ e “Marche”, ali um casamento político uniu Francesca da Polenta a Giovanni Malatesta. Estamos em 1275. Francesca, filha de Guido, o senhor de Ravenna, era conhecida por sua beleza e serenidade; já Giovanni, de tão feio, era chamado de “o Aleijado”. O casamento foi arranjado para selar a paz com a família Malatesta, contra a qual o pai de Francesca estivera em guerra. Quando as famílias negociavam um acordo, Guido, por conveniência, concedeu Francesca para Giovanni, o filho mais velho de Malatesta da Verucchio, lorde de Rimini.Giovanni era um homem culto; porém, de péssima aparência, com o corpo deformado. Guido sabia que Francesca…

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Assine ou para ter acesso a todo o nosso conteúdo.