#26Delírio TropicalCulturaSociedade

Por uma Educação de Alma Brasileira

por Antonio Sagrado Thathyana Gouvêa

Um grupo de jovens pesquisadores se propôs a refletir sobre a alma brasileira De muitos povos criamos o Brasil, um país miscigenado, pulsante, com sabores, cores e perfumes variados. A miríade de influências torna este um país rico em detalhes. Somos um povo complexo habitando um território exuberante. Nosso gingado não está só no carnaval. A capoeira, que é dança, se fez da luta. Nossa trajetória nos mostra que em diferentes momentos — sentidos e vivenciados de modos tão diversos — tecemos nossa identidade coletiva. Identidade essa que não é natural, tampouco definitiva, mas que transparece aos olhos daqueles que se dedicam a observar. A tarefa, porém, não é tão fácil para aqueles que querem olhar os próprios olhos, as próprias mãos e pés. Refletir-se. Olhar-se no espelho da própria alma. Contemplar-se, ampliar-se, contestar-se. Como colônia que fomos, nossa identidade parece sempre em xeque: “ora mais portugueses, ora franceses, ora…

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Assine ou para ter acesso a todo o nosso conteúdo.