#34Terra: Especial 10 anosArteArtes Visuais

Marcelo Pacheco e sua terra de referência: Picasso e Robert Motherwell

por Marcelo Pacheco

Estudo para bandeira nº4 (2016)

Um dos trabalhos de referência para Estudo para Bandeira n. 4 é o Tocador de Flauta (1962), de Picasso.

Essa tela, que organiza o espaço em duas grandes áreas – uma verde e outra azul, que se encontram numa espécie de horizonte –, deu o espírito para a pintura em que eu estava trabalhando, a princípio pelas cores, mas também pela figura e estrutura compositiva.

Na mesma época, as colagens do começo da carreira do Robert Motherwell, em especial In Ashes With Collage, que combinavam pintura e colagem – com papéis de presente, kraft, tecidos e mapas –, me levaram a experimentar uma linguagem parecida como meio de dar materialidade ao trabalho, criando volumes e formas.

Colei duas mangas de camisa na tela, uma junto à outra, que depois foram encobertas pela pintura dentro da moldura zebrada que eu começava a utilizar.

As mangas de camisa podem remeter aos braços do flautista do Picasso, mas sua disposição faz mais lembrar dois braços abertos. E o uso das cores foi invertido: o azul e o verde ocupando o espaço central da tela, e o preto e branco, originalmente da figura, empregados de maneira a afirmar os limites do quadro, sua superfície e a bidimensionalidade.

A colagem, com a tinta, cria camadas, o que é importante para minha pintura. Já a figuração, que quase não aparece nos meus trabalhos, surgiu nesta tela de forma indireta, com a colagem de um pedaço de roupa. Por meio das características intrínsecas ao objeto ou da forma como ele foi disposto e pintado, esse elemento vertical que faz a passagem entre o chão verde e o céu azul estabeleceu a presença da figura humana.


Originalmente publicado na edição Terra
Assine e receba a revista Amarello em casa