#4ColonialismoCulturaSociedade

Espaço brasileiro em espaços complicados

por Bruno Pesca

Gosto muito da etiqueta com a qual nossos anfitriões em países de segurança conturbada geralmente se referem a grupos rebeldes, terroristas ou qualquer interessado em decapitar algum turista desavisado no local. “São pessoas complicadas, vocês precisam tomar algum cuidado”, disseram-me em um país do chifre africano. Ao ouvir estes termos, meus primeiros pensamentos remetem a uma breve revisão de conceitos pessoais, sugerindo que a experiência com aquela ex-namorada na adolescência nada me ensinou sobre o que é lidar com uma pessoa realmente “complicada”. Antes do pânico, porém, ouve-se em nosso caso um confortante atenuante: “Mas vocês são brasileiros, sabe? É menos mal!”, completou o anfitrião.Por conta do nosso futebol, e cada vez mais também pelas novelas, apresentar-se como brasileiro tende a ser uma vantagem na maior parte do planeta. Muitos cronistas esportivos já escreveram muitas linhas sobre a magia da camisa amarela de nossa seleção. Mas fora de campo, é…

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Assine ou para ter acesso a todo o nosso conteúdo.