#28O FemininoCulturaSociedade

O Feminino

por José Ernesto Bologna

Início, mansamente incisivo, chamando a atenção para o artigo definido masculino, O, para se referir ao “feminino”.O que significaria um título como “A Feminina”?Quem entenderia, e comentaria o que a respeito?Seria o início da história de uma “mulher feminina”?!O nome de uma loja? A marca de uma nova lingerie?Uma cultura constrói uma linguagem – uma linguagem reflete uma cultura – em que conceitos e valores, conscientes e inconscientes, se sucedem no discurso, tanto erudito e estruturado quanto cotidiano e coloquial.Falando, fixamos… Fixando, falamos…É um contrato… Ele desenha um círculo…Quebrar esse contrato gera medo, irritação, pode chegar ao ódio, construir ideologias, fazer aflorar revoltas justas, vingar antigas prepotências. Revela o quanto a reversibilidade – ou a irreversibilidade – da linguagem significa arejamento, inclusão, revisão e, portanto, inteligência, e o quanto a rigidez dos seus fraseados gera ilusão, exclusão e preconceito. Diriam os linguistas de intenções culturalistas:— Se já cabe nas palavras,…

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Assine ou para ter acesso a todo o nosso conteúdo.