CinemaFotografiaSociedade

Gambiarra

O filme Gambiarra é espelho de uma sociedade que tem o improviso como processo político-econômico-estrutural. É uma tentativa, um mal-entendido, uma ginga epistemológica cujo objetivo final é deixar claro que a pobreza não é, nem nunca foi uma condição de degradação neste país.

Em seu manifesto A estética da fome, Glauber Rocha deixa uma coisa muito clara: nada se pensa e se diz nesse país sem que antes a Fome venha primeiro. O filme escancara nossa felicidade. Mesmo quando nossas mãos estão preocupadas em torturar, esganar e trucidar. Não a felicidade dos gringos, é claro. A felicidade das manhãs de feira. Felicidade dos corpos em movimento. Do samba, da capoeira, do carro de pamonha que diz sim a vida mesmo com 13 milhões de desempregados.

Mais uma vez que cultura popular brasileira é capaz de esplendores estéticos com baixíssimos orçamentos. Seria essa a nossa tragédia

Gambiarra vem para jogar luz, ou melhor, ensolarar nossas contradições sociais, amorosas e sentimentais que, agora, após 20 ou 25 anos empurradas para debaixo do tapete pela vassoura da “globalização”, voltam a ficar evidentes. O mundo vem encolhendo para as novas gerações brasileiras. Trump, o Brexit e nosso esfacelamento econômico estão abrindo uma nova porta histórica. Ou se volta a pensar o Brasil, ou não se faz mais nada. De Sergio Buarque de Holanda, passando por Maria da Conceição Tavares, Mae Menininha de Oxossi, Gambiarra LTDA, estão todos “aprendendo a ler, para ensinar aos camaradas’’.

Assista Gambiarra:


GAMBIARRA é um produção inédita da Brazil 1,99 e Seconds.tv

SECONDS é um coletivo-produtora independente que se divide entre Brasília, Brasil, e Londres, Inglaterra. Com uma equipe concisa de dois diretores e uma diretora de arte, criamos e produzimos conteúdos originais, com foco em vídeo e fotografia. Em 2020, ganhamos o cubo de bronze no prestigiado ADC Awards, em Nova York, concorrendo pela categoria ‘Documentário’.

BRAZIL 1,99 é um coletivo barraca-itinerante que, fazendo uso da fotografia, design e audiovisual, estuda as múltiplas formas como o brasileiro vive a realidade nacional e como essa vivência é traduzida em um produto, narrativa e cultura no geral.

Produção e Direção: Luiza Herdy e Sávio Drew
Narração: Leandro Coelho
Direção de Fotografia: Elvis Lins e Luiza Herdy
Montagem: Elvis Lins
Identidade Visual: Thomas Cosin
Trilha sonora original por Cícero Fraga com participações de Pizero Boys & Rozeno e Banda
Design de moda e manifesto: Pedro Hermano
Créditos: Nic Ferguson-Lee
Design: Isabela Lima e Ívanno José 
Animações: Brunno Balco
Texto: Ian Viana
Tradução: Júlia Thomson, Luiza Herdy e Quim Tortajada Pons
E com participações de: Alisson & Kananda, João do Tomate, Rodrigo dos Santos “Rodrigão”, Thiago, Márcia Fernanda, Daniela, Mariana & Vitória, Amaro Batista, Espedito Cesário, Ailton Pereira, Carlos, Igor, Laércio Queiroz, Francisco Bezerra, Márcio “Palhaço Bombijoo”, Daniel Dias e Thais Lopes.

Agradecimentos: Victor do Carro Propaganda, Julio Vidal, Feirantes da Feira do Produtor de Ceilândia, Vendedores do centro de Taguatinga, Roberto da Uva do Caminhão de Frutas, Rodrigo do Caminhão de Utilidades, No Setor, Ian Viana, Rachel Denti, Diego Sullivan e Revista Amarello