#13Qual é o seu legado?CulturaSociedade

Plano de estado

por Léo Coutinho

Quando esta edição de Amarello completar um ano, o Brasil estará em plena campanha eleitoral, próximo às eleições que definirão quem vai nos governar no período seguinte. E, como de costume, muito vai se falar sobre planos de governo, aquele documento raramente lido. Na maioria das vezes o que acontece é o uso meramente eleitoral do plano de governo: em torno dos candidatos juntam-se especialistas, que se desdobram para divulgar e debater as propostas de gestão para os próximos quatro anos. Finda a eleição, não se toca mais no assunto. Isto é: algo que já seria efêmero se durasse os quatro anos previstos torna-se um instante que, antes da posse, já estará esquecido. Disponível em tudo na vida, o lado bom neste caso é o engavetamento das bravatas mais esdrúxulas. O lado ruim, ou o pior, é não mostrar aos cidadãos que a maioria das ideias é convergente. Afinal, as…

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Assine ou para ter acesso a todo o nosso conteúdo.