#10FuturoCulturaSociedade

Rumo a Ítaca

por Helena Cunha di Ciero

(…) mas não apresse a viagem nunca.Melhor muitos anos levares de jornadaE fundeares na Ilha velho enfim.Rico de quanto ganhaste no caminhoSem esperar riquezas que Ítaca te desse.Uma bela Viagem deu-te Ítaca.Sem ela não te ponhas a caminho.Mais do que isso não lhe cumpre dar-te .Ítaca não te iludiu, se a achas pobre.Tu te tornaste sábio, um homem de experiência.E agora, sabes o que significam Ítacas. (Constantino Kabvafis, O quarteto de Alexandria) Sempre adorei as festas de réveillon. Todos de branco, se abraçando, desejando que o próximo ano seja repleto de coisas boas. Ano novo, vida nova, possibilidade de recomeço. Bem vestidos, de roupa nova branca, contemplamos o que está por vir, celebrando. Recebemos o novo ano como quem conhece um novo amor, acendemos velas, brindamos a ele, oferecemos flores, cheios de esperança em que dessa vez seja melhor.Existe algo de encantado no futuro. Algo mais iluminado do que o…

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Assine ou para ter acesso a todo o nosso conteúdo.