#17Editorial

Editor convidado: Shogyo Gustavo Pinto

por Shogyo Gustavo Pinto

Num dia de sol, os pais levaram o filho pequeno ao parque. Foi a primeira vez que o menino viu crianças descendo no escorrega, e elas riam muito. Ele pediu para ir ao brinquedo. Esperou na fila, e, ao chegar a sua vez, começou a subir os degraus do escorrega. Foi então, a meio caminho, que se deu conta da altura em que se encontrava. E o que antes parecia divertido se tornou perigoso. O breve instante ao estancar foi suficiente para que as crianças atrás dele reclamassem. Não havia como retroceder. Sob pressão crescente, chegou ao alto, e então descortinou o abismo de metal à sua frente. Sentou, e agarrou firme o corrimão quente do sol. Atrás, as crianças gritavam “Vai!”. Adiante, o abismo, e, lá embaixo, tão longe, seus pais. Eles sorriam e repetiam que não tivesse medo, que soltasse as mãos, que ia ser divertido. Em algum…

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Assine ou para ter acesso a todo o nosso conteúdo.