#24PausaCulturaSociedade

Depois do capitalismo vem mais capitalismo

por Joel Pinheiro da Fonseca

Dá para dizer que o capitalismo não goza exatamente de boa reputação na nossa cultura. Embora vivamos em um mundo largamente capitalista, as práticas e características associadas a ele (competição, lucro, desigualdade) são vistas, na melhor das hipóteses, como males necessários enquanto ainda não somos capazes de pensar em um sistema melhor.Tentativas de encontrar uma alternativa não faltaram, mas não foram bem-sucedidas, e, por isso, desde a Queda do Muro, o mundo vive mais ou menos resignado ao sistema que, bem ou mal, mais produziu riqueza e ascensão social na história. Contra a ideia de que capitalismo significa aumento da miséria entre os mais pobres, os dados mostram que, nas últimas décadas – justamente quando as nações asiáticas abraçaram progressivamente as instituições de mercado –, a miséria global caiu vertiginosamente. Pela primeira vez na história da humanidade, menos de 10% da população mundial vive em pobreza extrema (dados do Banco…

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Assine ou para ter acesso a todo o nosso conteúdo.