#34Terra: Especial 10 anosCulturaSociedade

Editorial: Sempre do outro lado

por Tomás Biagi Carvalho

Certifique-se de estar sempre do outro lado. Não escute aqueles que insistem que você deveria tomar partido, como você sabe, um lado é só um lado. Cultive a dúvida, esse caminho para a liberdade, e seja gentil. A incerteza é dura, mas mais honesta do que acordar com a certeza de tudo. Não é fácil, mas acalma a mente e tranquiliza o coração.

Viajar pelo Brasil me faz resgatar a esperança no país. A pluralidade de sotaques, cores e cheiros. A cordialidade, gentileza e delicadeza das pessoas, inúmeros desconhecidos, que me fazem lembrar a qualidade da nossa matéria-prima humana. Nem tudo está em chamas. Nem tudo é só preto ou só branco.

Falamos muito do contemporâneo, essa palavra transitiva e relacional. Somos contemporâneos de algo ou alguém e é essa interdependência, essa necessidade de ligação, que nos permite estabelecer uma ponte com quem aqui esteve e com quem aqui está.

A natureza é humana, e a natureza humana é revolucionária. Quem está inserido nela está pronto para falar, basta que tenhamos capacidade para escutar, sem criar muros que separem o que é selvagem do que é cultivado.

Minha vida toda estive do outro lado e duvidei. E com isso aprendi que a vista do lado de lá, é muito mais bonita.


Originalmente publicado na edição Terra
Assine e receba a revista Amarello em casa