#36O MasculinoCulturaLiteraturaMúsica

Narciso ao espelho: a masculinidade em Luís Capucho

por Rafael Julião

Fotos: Ana Rovati 1. O primeiro registro das canções de Luís Capucho, embora só lançado em disco em 2003, aconteceu em um show no Rio de Janeiro em 1995. O álbum, chamado Antigo, apresenta uma das primeiras descrições explícitas do masculino em sua obra. A canção “Amor é sacanagem” afirma: Felinos têm o desenho do rosto mais beloQue o desenho do rosto dos homensQuanto ao resto do corpo, homens são mais concentradosQuando olho o corpo e o rosto de um gato sei verMas quando olho vocêCom seu corpo concentradoAssim desse modo fico louco, eu sou louco, sou vulgarSou vulgar no amorO amor é sacanagemNão tem poesia, nem matemática, o amor é magia A “magia” da transfiguração é elemento fundamental do processo de criação de Luís Capucho. Movido por uma espécie de pulsão do olhar, o compositor tudo transforma por meio dos sentidos, dando relevo à potencial estranheza de todas as…

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Assine ou para ter acesso a todo o nosso conteúdo.

Cadastre-se