#3MedoCulturaSociedade

“Coragem é medo administrado. Falta de medo é burrice”

por Léo Coutinho

O editor do Amarello me pediu para preparar, além da crônica política, algo sobre o medo, e sugeriu que eu tentasse conversar com um presidiário a fim de descobrir seus medos, inclusive os que ele transmite para a sociedade. O formato estava indefinido, e acho que ainda está. Aliás, tudo estava aberto para mudanças, e a proposta original sofreu metamorfoses diversas até chegar nesta história que vou contar para o leitor.A partir da ligação que fazemos entre um detento e o crime, imaginei qual seria o pior deles, o mais hediondo, mais covarde e com o efeito mais temido por cada um de nós, e obviamente encontrei o sequestro. Para mim – e acredito que para todo mundo – o medo está no desconhecido, no receio do que está por vir. Um assalto, ou mesmo um assassinato, tendem a acontecer depressa, transformando a sensação da vítima ou das testemunhas num…

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Assine ou para ter acesso a todo o nosso conteúdo.