#16RenascimentoEditorial

Editor convidado: Eduardo Wolf

por Eduardo Wolf

“Todas as grandes épocas da Civilização viam-se a si mesmas como parte da História, tanto no papel de herdeiras quanto no de transmissoras.” Essa síntese notável é de autoria de Sir Kenneth Clark, o brilhante historiador da arte inglês que ganhou fama para muito além dos circuitos eruditos ao estrelar a série Civilisation, em 1969, na BBC. Muito apropriadamente, aliás, encontramos a frase no capítulo dedicado à civilização italiana do século XV— o quarto dos treze episódios do programa — e ambientado em Florença, possivelmente a cidade mais intimamente associada ao grande movimento de energias individuais de toda espécie que recebeu o muito justo nome de “Renascimento”. Ali, a retomada dos modelos de Grécia e Roma encontraria expressão na condução política da cidade e no cultivo das virtudes humanas; no engenho como que ilimitado dos construtores e arquitetos; na representação inigualável da beleza das formas, na escultura como na pintura.…

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Assine ou para ter acesso a todo o nosso conteúdo.