#34Terra: Especial 10 anosArteArtes Visuais

Bruna Albuquerque e sua terra de referência: Mausoléu de Shah-i-Zinda em Samarcanda

por Bruna Albuquerque

Mausoléu de Shah-i-Zinda em Samarcanda
Sem título, 2019
Cerâmica, latão e granito
93 x 108,5 cm

Eu sempre fui apaixonada pela arquitetura islâmica. Acredito que há algo de mágico nos jardins perfumados com o som de fontes e canais de água, na cerâmica com cores e geometrias, na luz filtrada pelos muxarabis, nas molduras das portas e portões criando lindos enquadramentos de transição.

Já havia conhecido a magnífica Isfaham, mas visitar o Uzbequistão me impressionou profundamente.

As cidades Bucara, Khiva e Samarcanda são joias repletas de exemplos incríveis de arquitetura. Nunca vi tantas combinações de diferentes materiais com resultados harmônicos e sofisticados.

A cidade de Samarcanda foi capital do Império Timúrida. Nessa época, ela recebeu os melhores artesãos, arquitetos e artistas vindos de todo o império para trabalhar nos seus monumentos.

Meu lugar preferido foi o Mausoléu de Shah-i-Zinda. Você chega em uma região árida fora da cidade e sobe inúmeros degraus, atravessando pórticos até chegar em uma pequena avenida de túmulos, que inclui os de membros da família de Timur e de um primo do profeta Maomé. Cada edifício é elaboradamente decorado, com detalhes super refinados de cerâmica contrastando com acabamentos em pedra da região.

É muito bonito. Nele, me inspirei para realizar este trabalho, buscando expressar a riqueza desse lugar em cores e formas simples.


Originalmente publicado na edição Terra
Assine e receba a revista Amarello em casa