#3MedoCulturaSociedade

Tarô em cena

por Vanessa Agricola

Pollyannas, me perdoem, vou falar de morte. Não dá pra falar de medo sem falar de morte. Dá? Falta de criatividade ou não, morrer é o medo mais comum, pode pesquisar. Pode ser que você nunca tenha pensando nisso antes, mas quando pensar vai ficar com medo, muito medo. Ficar perto da morte dá vontade de fazer cocô nas calças. Outros medos só dão vontade de fazer xixi. Os puristas que me perdoem, mas é isso aí.No dia que o Michael Jackson morreu eu quase morri. Não porque eu era fã do Michael Jackson e morri de tristeza, nada a ver, o que eu tive foi um ataque de pânico, do nada achei que eu ia morrer. Freud explica o porquê. Talvez quando eu era criança ele ainda era um adolescente, para mim ele ainda era um adolescente. Morrer aos 50 anos não é muito cedo? E se eu morrer…

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Assine ou para ter acesso a todo o nosso conteúdo.