#17CulturaLiteratura

Pede pros anjos

por Vanessa Agricola

Merda, chegou quem não devia. Esse loiro escroto tarado que fica me olhando com cara de tesão. Você acredita que às vezes ele some pro banheiro e meio que demora, daí ele volta e cheira a mão olhando pra minha cara. Juro por Deus. Tudo começou porque ele senta de costas pra rua, e eu virada pra ele, e às vezes nossos olhares se cruzam, sabe? Daí ele entendeu que eu quero dar pra ele, veja bem. Eu grávida. Eu sem um rímel de maquiagem. Eu às nove horas da manhã enchendo a cara de café e tiramisù. Olha lá, a negra bonita que senta na mesa do lado da dele pediu a conta. O cara é um gangorra, já ouviu essa expressão? Ele senta todo mundo levanta. Minha vó Alzira diria que ele não tem uma boa aura. Que gente com aura pesada afasta as pessoas. Não deve ser…

Este conteúdo é exclusivo para assinantes

Assine ou para ter acesso a todo o nosso conteúdo.